Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

Notícias

Últimas Notícias

55 anos após a ditadura UEE-CE é reconstruída por estudantes em Fortaleza

03/04/2019 às 10:41, por Cristiane Tada.


No Estado onde Bolsonaro teve menos de 30% dos votos, ofensiva conservadora tem fortalecido movimento estudantil

Nesta segunda-feira (1/04) o auditório do Instituto Federal do Ceará (IFCE) em Fortaleza foi palco de um momento histórico do movimento estudantil: a reconstrução da UEE-CE. Há 55 junto com o início da ditadura a entidade foi destruída e desestruturada. “Foi uma data muito simbólica para nós para aprovarmos o estatuto da UEE junto com representantes de muitos dos 17 DCEs em funcionamento no Estado”, destacou vice UNE-CE, Quézia Gomes.

Além da aprovação estatutária por aclamação foi criada uma comissão eleitoral que se reunirá para organizar o Congresso da nova UEE previsto para o mês de Julho. De acordo com Quézia cada DCE credenciado no último Coneg da UNE pode indicar dois representantes para a entidade.

“Acreditamos que com a refundação da UEE vamos conseguir pautar a política universitária no Estado e inclusive debater alguns avanços políticos que tivemos, mas que não tínhamos uma entidade estadual que cobrasse como o caso da bolsa Avance do governo estadual”, destacou. O projeto que premia os melhores estudantes com bolsa de estudo foi prometido, mas ainda não foi efetivado.

Para ela outro ponto importante a partir da reconstrução da entidade será o enfrentamento ao projeto Escola Sem Partido, pautado na região pela deputada federal Dra.Silvana.

Para Quézia a ofensiva conservadora nacional que representa o governo do presidente da República tem mobilizado ainda mais o movimento estudantil no Ceará.

“Aqui no Estado mais de 70% não votou no Bolsonaro, acredito que porque nosso Estado valoriza a educação, temos os melhores índices nacionais educacionais. Os estudantes aqui entendem que ele não representa nenhum projeto claro para a educação então temos conseguido aglutinar forças, houve uma inserção de mais estudantes que não eram organizados, mas que estão procurando se organizar. A UNE tem sido fortalecida no Estado e se destacado nos contra-ataques aos retrocessos”, finalizou.

> Leia aqui o regimento aprovado. 

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo