Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

ESTUDANTES E TRABALHADORES CONTRA O AUMENTO DA PASSAGEM EM MACEIÓ

Estudantes e trabalhadores realizaram na manhã desta quinta-feira (13/03) um ato unificado contra o aumento da passagem de ônibus de Maceió, capital de Alagoas. Participaram do ato a UNE, a Associação dos Estudantes Secundaristas de Alagoas (AESA) e diversas entidades da cidade bem como sindicatos.

Os manifestantes se concentraram na Praça Deodoro, em frente ao Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL). Enquanto os trabalhadores e estudantes protestavam, era aprovada por decisão unânime entre os três desembargadores da 3.ª Câmara Cível do TJ-AL, a manutenção do valor de R$ 2,50 da tarifa, que já estava em vigor desde o dia 1º de março de 2014 por meio de liminar do desembargador James Magalhães.

Da Praça Deodoro os manifestantes saíram em passeata, pelas ruas do centro de Maceió, até a sede da Associação dos Transportadores de Passageiros do Estado de Alagoas (Transpal), onde ocuparam, suspendendo os trabalhos de venda de créditos de passagem.

Os estudantes diziam palavras de ordem em protesto ao aumento como: “Mãos ao alto, esse aumento é um assalto”, “E se não tem passe-livre! A gente ocupa a TRANSPAL”, “Quer roubar, quer roubar, a TRANSPAL vai te ensinar”.

Para o diretor da UNE em Alagoas, Thiago Souza, “esse protesto é uma demonstração da indignação da população com mais esse aumento”. Para o presidente da AESA, Pedro Mendes, hoje foi dado mais um recado a TRANSPAL e ao TJ: “não aceitaremos esse aumento e lutaremos até o fim por um transporte de qualidade e pelo passe livre!”.

Ao final da ocupação da sede da TRANSPAL foi marcada uma reunião para sexta-feira (13/03), às 17 horas, na sede do Diretório Central dos Estudantes da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), onde serão debatidos os próximos passos do movimento contra o aumento.

Da Comunicação AESA – Yasmin Geovanne 

Foto: Jonathan Lins

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo