Pular para o conteúdo Pular para o Mapa do Site

CULTURA DENTRO DO BOLSO

Sexta- feira de novo!  Como a coluna da semana passada agradou e ficaram vários filmes bacanas de fora, resolvemos repetir. Filmes que falam sobre o movimento estudantil, sobre a luta por democracia e pela busca da verdade. Tem antigos e novos, além de um lançamento em circuito nacional. E o melhor de tudo, a maioria disponível na internet. Então é só aproveitar!

Tempo de Resistência – (2003) – Direção: André Ristum

Tempo de Resistência revela a história deste longo e nebuloso período de resistência à ditadura, que se estendeu por mais de 20 anos, levando conhecimento e consciência aos jovens em particular. Embalado pelas músicas de Chico Buarque, Francis Hime e Geraldo Vandré, o filme revela todo o processo do golpe militar, desde o comício do Presidente João Goulart até o dia da Anistia. Aborda os reflexos da ditadura no interior do estado de São Paulo, como em Ribeirão Preto, e no interior do Brasil. Trata-se de um relato completo sobre o período da ditadura militar no país, visto e contado por quem viveu na pele as consequências da repressão e do autoritarismo, os militantes da época.

Assista aqui: youtube.com/watch?v=wklUNh5uitI

ABC da Greve – (1979/1990) – Direção: Leon Hirszman

O avanço das forças produtivas, no ABC, deu condições para a concentração de uma grande massa, com o alto nível de consciência de classe. E isso se expressou nessa batalha que estamos vendo aí, pacífica, organizada e que pode ser de muita valia para todos os trabalhadores do Brasil, para que compreendam a necessidade de lutar por seus direitos, de se organizar e vencer a ilegalidade. Trata-se de estabelecer uma legalidade nova, que é a greve como forma de ação e reivindicação, já que as negociações, levadas até o fim, não correspondem às necessidades das massas avançadas.

Assista aqui: youtube.com/watch?v=2hhFk0cml6Y

O que é isso companheiro? – (1997) – Direção: Bruno Barreto

O jornalista Fernando e seu amigo César abraçam a luta armada contra a ditadura militar no final da década de 60. Os dois alistam num grupo guerrilheiro de esquerda. Em uma das ações do grupo militante, César é ferido e capturado pelos militares. Fernando então planeja o sequestro do embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Charles Burke Elbrick, para negociar a liberdade de César e de outros companheiros presos.

Assista aqui: youtube.com/watch?v=9_ODe6ar7ag

Zuzu Angel – (2006) – Direção: Sérgio Rezende

Brasil, anos 60. A ditadura militar faz o país mergulhar em um dos momentos mais negros de sua história. Alheia a tudo isto, Zuzu Angel, uma estilista de modas, fica cada vez mais famosa no Brasil e no exterior. O desfile da sua coleção em Nova York consolidou sua carreira, que estava em ascensão. Paralelamente seu filho, Stuart, ingressa na luta armada, que combatia as arbitrariedades dos militares. Numa noite Zuzu recebe uma ligação, dizendo que “Paulo caiu”, ou seja, Stuart tinha sido preso pelos militares. As forças armadas negam e Zuzu visita uma prisão militar e nada acha, mas viu que as celas estavam tão bem arrumadas que aquilo só podia ser um teatro de mau gosto, orquestrado pela ditadura. Pouco tempo depois ela recebe uma carta dizendo que Stuart foi torturado até a morte na aeronáutica. Então ela inicia uma batalha aparentemente simples: localizar o corpo do filho e enterrá-lo.

Assista aqui: youtube.com/watch?v=duCoCVG2tt8

A história oficial – (1985) – Direção: Luis Puenzo

Este filme marca a tomada coletiva de consciência dos horrores praticados na “guerra suja” do regime militar argentino. Alicia sempre teve curiosidade sobre a identidade dos pais verdadeiros de sua filha adotiva – até que se dá conta de que os pais da menina poderiam ser alguns dos “desaparecidos” da ditadura. Foi um dos mais premiados filmes argentinos.

Assista aqui: youtube.com/watch?v=o1EIS95s79c

Ou ficar a pátria livre ou morrer pelo Brasil – (2007)-Direção: Silvio Tendler

O documentário traça um perfil cronológico da militância dos jovens brasileiros, desde a década de 30, quando os estudantes começam a se organizar, até 2007, quando a UNE invadiu e retomou o terreno onde funcionava sua sede – incendiada em 1964.

Assista aqui: youtube.com/watch?v=S1CWdnWYkow

Hoje – (2011) – Direção: Tata Amaral

Mostra a história de uma ex-ativista política que recebe uma indenização do governo brasileiro por conta do desaparecimento do marido durante o período de ditadura militar. Quando a moça resolve comprar um apartamento com o dinheiro, o esposo reaparece.

Confira o trailer: http://www.youtube.com/watch?v=_eGiL7tBpTQ

Depois de Maio – (2013) – Direção: Olivier Assayas

Região de Paris, início da década de 1970. Gilles é um jovem estudante imerso na atmosfera criativa e política da época. Como os seus colegas, ele está dividido entre o investimento radical na luta política e a realização de desejos pessoais. Entre descobertas amorosas e artísticas, sua busca o leva à Itália e ao Reino Unido, onde ele deverá tomar decisões essenciais ao resto de sua vida.

Confira o trailer: http://www.youtube.com/watch?v=MoumsQyiJ2o

Repare Bem – (2013) – Direção: Maria da Medeiros

O documentário narra o impacto da ditadura brasileira sobre três gerações de mulheres ligadas ao guerrilheiro Eduardo Leite, conhecido como Bacuri, que foi preso e assassinado pelo regime após dois meses de torturas, em 1970.

Assista: em cartaz nos cinemas de todo o País.

Cristiane Tada

Pular para o Conteúdo Pular para o Topo